Extras


Chegando mais cedo ao trabalho...


_Entre em silêncio.
_Tire a roupa e venha ao meu encontro.
Foram as únicas frases pronunciadas, mas nada mais precisava ser dito, apenas feito.
Entrei em silêncio, retirei minha roupa e sentei-me ao seu colo, que já me aguardava ansioso. O tempo era pouco, de fato, mas o desejo que nos consumia era muito além, muito mais fugaz que o tempo determinado no relógio. O local estava à meia luz, cortinas fechadas, portas devidamente trancadas, mesmo com a certeza de apenas nós dois estarmos naquele ambiente.
Ele já me aguardava devidamente despido, e o contado de nossas peles quando sentei-me foi eletrizante. Nossos corpos estavam quentes, de uma temperatura descomunal. Minha boca foi de encontro a sua, necessitava desse toque inicialmente suave, que aos poucos tornou-se urgente. Suas mãos enquanto isso passeavam por meu corpo, sem constrangimento algum desceu de encontro a parte mais quente...a parte mais úmida em mim...seu toque provocava. atiçava...o calor aumenta intensamente enquanto minha boca percorre sua nuca...seu pescoço...minhas mãos bailam pelo seu peito enquanto minhas pernas sentem a pressão de seu precioso membro. Suas caricias intensificam-se à medida que minha umidade aumenta, de minha boca saem gemidos entorpecidos...preciso sentir sua boca em mim...sua língua em mim...e ela vem...você consegue chegar com sua boca até o local mais latejante do meu ser nesse instante...já no chão, sua língua me invade...suga todo líquido que dali escorre...minhas mãos brincam com meus seios...sua boca não para assim como meus gemidos intensificam-se...você quer tudo...e recebe tudo...gozo sem pudor em sua boca, que recebe todo meu néctar ...sem desperdiçar uma gota sequer...olha para mim e sorri...um sorriso de felicidade...de êxtase total. Ele tomou todo o néctar que ofereci-lhe...
Chamei-o com o dedo e dei-lhe um delicioso e prolongado beijo...voltamos para a cadeira e lá novamente em seu colo meu fogo foi reaceso por suas caricias...sentei-me de costas e pus-me a cavalgar naquele caralho suculento...cavalgava como uma exímia amazona...com um prazer voraz crescente...suas mãos estavam atentas ao meu seio e xotinha...conseguia sentir o prazer aumentando...suas mãos deslizaram para meus quadris e me ajudaram a dar um ritmo mais veloz na cavalgada...ritmo intenso...intenso...senti o exato momento que seu gozo chegou...senti seu arfar...sua respiração...suas pernas tremerem...sua camisinha encheu-se com seu próprio néctar...enquanto minha xotinha banhava-se novamente em puro mel...
Ficamos sentados por alguns minutos, abraçados, recuperando o fôlego...nosso tempo esgotava-se...tínhamos trabalho pela frente, logo o local estaria cheio...tudo o que poderíamos ainda fazer era sentir nossos cheiros...o cheiro daquele momento de luxúria, bem ali no nosso local de trabalho...às vezes vale a pena chegar mais cedo ao trabalho...

by Anita

10 comentários:

  1. Ler vc é um deleite a parte,... é, é, é,....Ah, deixa prá lá,...rsrs




    Beijo do IN_

    ResponderExcluir
  2. Uuiiii vou tomar banho ainda para trabalhar e leio logo isso!!!
    Anita, minha queridaaaaaaaaaaa deixou a ruivinha aqui... daquele jeito rsrs
    Beijos doces carinhosos e uma mega sexta!



    Ayesk@

    ResponderExcluir
  3. que delicia de conto amada, gosto de lêr e me deliciar com esses contos deliciosos que só vc nos propociona!beijos quentes

    ResponderExcluir
  4. Seu banner foi adicionado.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Hmm, delicious post... Very hot read...

    ResponderExcluir
  6. SUO BANNER A MEU PAGINA DE BLOGS AMIGOS:
    http://amateurfetish.byethost3.com/BLOGS-AMATEUR-FETISH.html
    OBRIGADO!!!
    BEIJOS DOCES ;))))

    ResponderExcluir
  7. Ai Aninhas...as tuas postagens deixam-me o caralho a latejar...

    ResponderExcluir

As moradoras da Casa de Anita, deliram de prazer com o seu comentário...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...